MICROFITOPLÂNCTON DO LAGO ÁGUA PRETA, PARQUE AMBIENTAL DE BELÉM (PARÁ, BRASIL), DURANTE O PERÍODO CHUVOSO

Vanessa Bandeira da Costa, Luciane Rocha de Souza, Bethânia Alves Sena, Suzete Duarte da Costa, Márcia Francineli da Cunha Bezerra, Luiza Nakayama

Abstract


O estudo consiste na descrição do microfitoplâncton do Lago Água Preta, do estado do Pará, identificando sua composição específica e variações de abundância. As coletas do material biológico foram realizadas, em 25 de janeiro de 2007 (período mais chuvoso para a região), com o auxílio de uma rede de plâncton de 20 μm de abertura de malha. No filo Chlorophyta, a classe mais representativa foi Chlorophyceae, na qual destacaram-se as famílias Scenedesmaceae (oito spp.), Ankistrodesmaceae (seis spp.) notadamente o gênero PediastrumMeyen (quatro spp.). No filo Charophyta, a classe mais representativa foi Zygnematophyceae, com destaque para a família Desmidiaceae (24 spp.), através dos gêneros Staurastrum Meyen (11 spp.) e Staurodesmus Teiling (sete spp.). Quanto à abundância relativa, as espécies Oscillatoria sp. 1 e sp. 2, Mougeotia sp. e Aulacoseira granulata (Ehrenberg) Simonsen foram classificadas como pouco abundante, sendo, as primeiras na estação 1 e as duas últimas nas estações 3 e 4. Entretanto, nas estações 1 e 2, A. granulata (Ehrenberg) Simonsen foi classificada como abundante e as demais espécies como raras. De forma geral, a estrutura florística desse lago está de acordo com outros ecossistemas lacustres brasileiros.

Keywords


Charophyta; Microfitoplâncton; Parque Ambiental de Belém (Pará,Brasil); Microphytoplankton; Environmental Park of Belém (Pará State, Brasil)



DOI: https://doi.org/10.31420/uakari.v6i1.75