Ecoturismo como incentivo à conservação da biodiversidade: o caso da Pousada Uacari, Amazonas, Brasil.

Nelissa Peralta

Abstract


O ecoturismo tem sido visto como uma estratégia de conservação da biodiversidade por gerar incentivos econômicos. Neste trabalho investigamos por meio de um estudo de caso, as tentativas de associar geração de renda e conservação em um empreendimento de ecoturismo em uma RDS na Amazônia brasileira. Usando dados qualitativos e quantitativos, o artigo mostra uma associação entre turismo e a preservação do sistema de Lagos Mamirauá. Nos primeiros anos de sua implementação, o turismo foi um incentivo aos esforços locais contra ameaças de agentes externos. Com relação às disputas internas, a associação entre turismo e preservação teve resultados ambíguos. Por um lado foi uma motivação para aqueles que se beneficiaram com turismo a manter o status de proteção total do lago, que viam como importante para a manutenção da atividade. Por outro lado, a associação foi uma das justificativas para a mudança de categoria do lago por parte daqueles que não se consideravam beneficiados com o turismo.

Keywords


ecoturismo, conservação, Reserva Mamirauá, incentivos econômicos

Full Text:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31420/uakari.v8i2.133